Comerciante baleado Durante assalto a pedágio em Candeias foi vítima e não suspeito










O comerciante Anderson de Jesus Lima, compareceu na redação do Polícia é Viola, na companhia de seus pais, afirmando que foi vitima de bala perdida durante o tiroteio entre policiais e bandidos, após assalto ao Pedágio de Candeias. Ele foi socorrido pelo amigo e trazido para o Hospital Emec de Feira de Santana. Porém, quando o mesmo estava sendo atendido, um grupo de policiais foram até ao Emec, tiraram fotos e informaram que ele também era suspeito de ter participado do roubo. Mas, horas depois, outros policiais que estiveram no local do tiroteio, informaram que Anderson não era nenhum suspeito e que foi vitima de uma bala perdida que acertou de raspão na cabeça. “Estava eu e um amigo dentro do carro, esperando nossa vez de passar pela gabine do pedágio, quando um cara apontando uma arma, anunciou assalto pedindo nossos pertences, dei meu celular, dei minha carteira, relógio, dentre outros pertences, nesse momento que estamos sendo assaltado, o carro de trás (ocupado pelos policiais), reagiram, onde iniciou-se a troca de tiros, ficamos no fogo cruzado e acabei sendo baleado na cabeça”. “Quando percebi que estava todo ensanguentado fiquei desesperado, meu amigo mandou eu sair do volante, assumiu a direção e resolvemos vim para Feira de Santana e ser atendido aqui, porque tenho plano de saúde e não tinha como ficar perdendo tempo e procurando hospital na região de Candeias e Camaçari”, contou o comerciante. Anderson afirmou ainda que assim que chegou no Emec informou que foi vitima de tiro, vitima de uma bala perdida, durante um tiroteio no pedágio. “Quando já tinha sido medicado, chegou uns policiais dizendo que era suspeito, começaram a tirar minha foto, eu e meu amigo, tentamos falar que éramos vitima, mas eles não queriam nos ouvir, tiraram fotos e distribuíram nas redes sociais. Depois que chegaram outros policiais afirmando que éramos vitima, que não tínhamos nada ver com assalto, porém, essa informação não teve a veracidade que a anterior”. “Passei a ser ameaçado, muitas pessoas falando mal de mim, me esculachando, falando tudo de ruim contra mim. Então, resolvemos procurar os meios de comunicação, que inclusive divulgaram nossa imagem negativa, agora queremos que faça a retratação, só queremos isso, não queremos envolver justiça, através de processos, queremos aqui mesmo que retrate”, finalizou Anderson de Jesus. Entenda o Caso Na noite da última quarta-feira (28-03-18), quatro bandidos assaltaram o pedágio de Candeias. Durante o assalto, aconteceu uma troca de tiros, entre policiais e bandidos. O policial Militar, Cristiano foi baleado com tiro na cabeça, não resistiu e morreu no sábado (31). Um dos assaltantes, identificado como Kelvisson Martins de Sousa, 18 anos foi morto depois que um grupo de homens invadiu o Hospital Ouro Negro, em Candeias, e o executaram. Um motorista identificado como Natanael Alves Cardoso, natural de Santo Estevão foi morto após os bandidos atropelar durante a fuga na pista do pedágio.Fonte:Blog Polícia e viola.