Propaganda

Beauty


Foto: Ba Cidades

Um homem assassinou a própria esposa e, em seguida, cometeu suicídio no município de Valença, a 270 km de Salvador. O crime, de acordo com o titular da delegacia local, Bruno Pereira, aconteceu na manhã desta quinta-feira (21/12) dentro de uma lanchonete localizada na Rua Quintino Bocaiúva. Ainda segundo o delegado, os vizinhos ainda serão ouvidos, mas suspeita-se que a motivação do crime foi ciúme. “A briga começou na via pública. Quando a vítima entrou na lanchonete foi surpreendida pelo atirador, que se matou em seguida. O filho deles, de 12 anos, chegou a ver a cena”, detalha Bruno. Cecília Serafim, que era professora, não resistiu aos ferimentos e morreu na hora. O homem, identificado apenas pelo apelido de Budy, também morreu no local. Os corpos deles foram levados para o Instituto Médico Legal (IML) e não há informações sobre data e local de sepultamento. O delegado informou ainda que a criança deve ser ouvida pela Polícia Civil nos próximos dias. “Vamos aguardar ela se estabilizar e informar ao Conselho Tutelar”, finalizou.Autor: Simões Filho Online

TRAGÉDIA: Homem mata a esposa e se suicida na Bahia; Filho do casal presenciou tudo.


Foto: Ba Cidades

Um homem assassinou a própria esposa e, em seguida, cometeu suicídio no município de Valença, a 270 km de Salvador. O crime, de acordo com o titular da delegacia local, Bruno Pereira, aconteceu na manhã desta quinta-feira (21/12) dentro de uma lanchonete localizada na Rua Quintino Bocaiúva. Ainda segundo o delegado, os vizinhos ainda serão ouvidos, mas suspeita-se que a motivação do crime foi ciúme. “A briga começou na via pública. Quando a vítima entrou na lanchonete foi surpreendida pelo atirador, que se matou em seguida. O filho deles, de 12 anos, chegou a ver a cena”, detalha Bruno. Cecília Serafim, que era professora, não resistiu aos ferimentos e morreu na hora. O homem, identificado apenas pelo apelido de Budy, também morreu no local. Os corpos deles foram levados para o Instituto Médico Legal (IML) e não há informações sobre data e local de sepultamento. O delegado informou ainda que a criança deve ser ouvida pela Polícia Civil nos próximos dias. “Vamos aguardar ela se estabilizar e informar ao Conselho Tutelar”, finalizou.Autor: Simões Filho Online