Propaganda

Beauty





Num ato de respeito e amor à pátria, 240 jovens que nasceram em 1999 e anos anteriores, participaram na manhã desta quarta-feira, 30, da cerimônia de juramento à bandeira e dispensa do serviço militar, que ocorreu no Clube Arsenal, localizado na Avenida Tupinambás (antiga Radial C). Dos cerca de 2.200 alistados até o momento, 1.100 já foram dispensados. O próximo ato está previsto para o dia 25 de outubro. A solenidade foi presidida pelo major Rafael Silva de Barba, chefe do Posto de Recrutamento e Mobilização (PRM) de Salvador, que estava acompanhado do primeiro tenente Fernando Ciríaco Góes Freire, delegado do Serviço Militar. Para o major Silva, esse é um momento de grande relevância, uma vez que cada um dos presentes faz um juramento onde colocam a pátria acima dos interesses pessoais, assumindo o compromisso de contribuir com o país em casos emergenciais, quando poderão ser convocados. “Passem esses valores adiante, pois assim vocês estarão servindo à pátria”, destacou ele. O chefe de instrução dos atiradores do Tiro de Guerra (TG) de Camaçari, o sargento do Exército, Altair Mendes, reforçou a importância do alistamento militar, que é obrigatório. “Sem ele, o cidadão não pode emitir passaporte, ingressar em emprego público, matricular-se em faculdades ou inscrever-se em concursos”, explicou. O sargento lembrou ainda que os dispensados deverão guardar o Certificado de Dispensa de Incorporação (CDI), documentos entregues ao final da cerimônia. “O documento não poderá ser plastificado e ele é essencial para diversos trâmites burocráticos, como retirar outros documentos”, concluiu. O alistamento é um ato obrigatório aos jovens do sexo masculino a partir dos 18 anos e deve ser feito nos primeiros seis meses do ano após a aquisição de maioridade. Em Camaçari, o procedimento é realizado online, através do endereço eletrônico www.alistamento.eb.mil.br. Após, o jovem deve se apresentar ao Tiro de Guerra em data informada no próprio site que se alistou. O alistado deve comparecer munido de Certidão de Nascimento ou identidade, duas fotos 3x4 (sem data e recente) e comprovante de residência. Quem mora fora do País deve dirigir-se à Embaixada ou Consulado mais próximo. Os inscritos participam da seleção realizada pela instituição e podem ser designados a prestar o serviço militar ou dispensados. Os jovens com deficiência precisam apresentar atestado médico no Tiro de Guerra de Camaçari. Quem perder o prazo pode se alistar até o dia 31 de dezembro, mediante pagamento de multa. Para mais informações, as pessoas podem ligar no telefone (71) 3621-4682. ASCOM - Prefeitura de Camaçari.

SERVIÇO MILITAR Mais 240 jovens são dispensados em Camaçari.





Num ato de respeito e amor à pátria, 240 jovens que nasceram em 1999 e anos anteriores, participaram na manhã desta quarta-feira, 30, da cerimônia de juramento à bandeira e dispensa do serviço militar, que ocorreu no Clube Arsenal, localizado na Avenida Tupinambás (antiga Radial C). Dos cerca de 2.200 alistados até o momento, 1.100 já foram dispensados. O próximo ato está previsto para o dia 25 de outubro. A solenidade foi presidida pelo major Rafael Silva de Barba, chefe do Posto de Recrutamento e Mobilização (PRM) de Salvador, que estava acompanhado do primeiro tenente Fernando Ciríaco Góes Freire, delegado do Serviço Militar. Para o major Silva, esse é um momento de grande relevância, uma vez que cada um dos presentes faz um juramento onde colocam a pátria acima dos interesses pessoais, assumindo o compromisso de contribuir com o país em casos emergenciais, quando poderão ser convocados. “Passem esses valores adiante, pois assim vocês estarão servindo à pátria”, destacou ele. O chefe de instrução dos atiradores do Tiro de Guerra (TG) de Camaçari, o sargento do Exército, Altair Mendes, reforçou a importância do alistamento militar, que é obrigatório. “Sem ele, o cidadão não pode emitir passaporte, ingressar em emprego público, matricular-se em faculdades ou inscrever-se em concursos”, explicou. O sargento lembrou ainda que os dispensados deverão guardar o Certificado de Dispensa de Incorporação (CDI), documentos entregues ao final da cerimônia. “O documento não poderá ser plastificado e ele é essencial para diversos trâmites burocráticos, como retirar outros documentos”, concluiu. O alistamento é um ato obrigatório aos jovens do sexo masculino a partir dos 18 anos e deve ser feito nos primeiros seis meses do ano após a aquisição de maioridade. Em Camaçari, o procedimento é realizado online, através do endereço eletrônico www.alistamento.eb.mil.br. Após, o jovem deve se apresentar ao Tiro de Guerra em data informada no próprio site que se alistou. O alistado deve comparecer munido de Certidão de Nascimento ou identidade, duas fotos 3x4 (sem data e recente) e comprovante de residência. Quem mora fora do País deve dirigir-se à Embaixada ou Consulado mais próximo. Os inscritos participam da seleção realizada pela instituição e podem ser designados a prestar o serviço militar ou dispensados. Os jovens com deficiência precisam apresentar atestado médico no Tiro de Guerra de Camaçari. Quem perder o prazo pode se alistar até o dia 31 de dezembro, mediante pagamento de multa. Para mais informações, as pessoas podem ligar no telefone (71) 3621-4682. ASCOM - Prefeitura de Camaçari.