Propaganda

Beauty

Informações dão conta que este mês os salários já serão cortados, tendo em vista que a greve já foi considerada ilegal pela justiça





A prefeitura de Camaçari convocou nesta segunda-feira (28), através de nota pública todos os professores para retornarem para suas salas de aula imediatamente,  e anuncia a abertura de seleção via REDA  para a contratação de professores temporários para preencher as vagas dos que por ventura não retomarem as suas funções. 

Alguns pais já irão mandar seus filhos para escolas nesta terça-feira (29), na esperança de que as coisas voltem a normalidade o mais rápido possivel.



EDUCAÇÃO
NOTA PÚBLICA

28/08/2017


Considerando que a Prefeitura sempre se manteve aberta ao diálogo com o Sispec- Sindicato dos Professores da Rede Pública de Camaçari - e, com essa entidade, pactuou na mesa de negociações a concessão de benefícios como: reajuste no vale-alimentação, reajuste do vale-transporte urbano, atualização do piso salarial da categoria, pagamento de benefícios funcionais.

Considerando que a Prefeitura tem fornecido ao Sispec todas as informações sobre a situação financeira do Município - com queda na arrecadação de impostos e repasses federais impossibilitando, assim, a concessão de reajustes salariais - e diante do quadro vinha mantendo tratativas para enfrentar o cenário de crise que o país atravessa.

Considerando que o Ministério Público já alertou a Prefeitura a evitar paralisações prejudiciais ao ano letivo das escolas do Município.

Considerando que o Tribunal de Justiça da Bahia determinou a ilegalidade da paralisação de professores de Camaçari durante todo o ano de 2017, estabelecendo multa de R$ 10 mil/dia ao sindicato em caso de descumprimento da sentença.

Considerando que a paralisação dos professores atinge cerca de 35 mil alunos da rede municipal, com sérios prejuízos à formação dos estudantes, a Prefeitura de Camaçari convoca os professores a retornarem imediatamente ao trabalho e esclarece que:

- Promoverá a abertura de processo administrativo para apurar a responsabilidade do servidor que paralisou o trabalho, contrariando decisão judicial de proibição da greve.

- Os dias não trabalhados serão descontados em folha.

- Será aberto processo de seleção via Reda para a contratação temporária de professores com o objetivo da regularização das aulas nas escolas de Camaçari.Fonte:Camaçari noticias.

Prefeitura convoca professor a retornar pra sala de aula e abre seleção via REDA.

Informações dão conta que este mês os salários já serão cortados, tendo em vista que a greve já foi considerada ilegal pela justiça





A prefeitura de Camaçari convocou nesta segunda-feira (28), através de nota pública todos os professores para retornarem para suas salas de aula imediatamente,  e anuncia a abertura de seleção via REDA  para a contratação de professores temporários para preencher as vagas dos que por ventura não retomarem as suas funções. 

Alguns pais já irão mandar seus filhos para escolas nesta terça-feira (29), na esperança de que as coisas voltem a normalidade o mais rápido possivel.



EDUCAÇÃO
NOTA PÚBLICA

28/08/2017


Considerando que a Prefeitura sempre se manteve aberta ao diálogo com o Sispec- Sindicato dos Professores da Rede Pública de Camaçari - e, com essa entidade, pactuou na mesa de negociações a concessão de benefícios como: reajuste no vale-alimentação, reajuste do vale-transporte urbano, atualização do piso salarial da categoria, pagamento de benefícios funcionais.

Considerando que a Prefeitura tem fornecido ao Sispec todas as informações sobre a situação financeira do Município - com queda na arrecadação de impostos e repasses federais impossibilitando, assim, a concessão de reajustes salariais - e diante do quadro vinha mantendo tratativas para enfrentar o cenário de crise que o país atravessa.

Considerando que o Ministério Público já alertou a Prefeitura a evitar paralisações prejudiciais ao ano letivo das escolas do Município.

Considerando que o Tribunal de Justiça da Bahia determinou a ilegalidade da paralisação de professores de Camaçari durante todo o ano de 2017, estabelecendo multa de R$ 10 mil/dia ao sindicato em caso de descumprimento da sentença.

Considerando que a paralisação dos professores atinge cerca de 35 mil alunos da rede municipal, com sérios prejuízos à formação dos estudantes, a Prefeitura de Camaçari convoca os professores a retornarem imediatamente ao trabalho e esclarece que:

- Promoverá a abertura de processo administrativo para apurar a responsabilidade do servidor que paralisou o trabalho, contrariando decisão judicial de proibição da greve.

- Os dias não trabalhados serão descontados em folha.

- Será aberto processo de seleção via Reda para a contratação temporária de professores com o objetivo da regularização das aulas nas escolas de Camaçari.Fonte:Camaçari noticias.